ENQUETE PARA A POPULAÇÃO DE MOSSORÓ

ENQUETE PARA A POPULAÇÃO DE MOSSORÓ

MOSSOROENSE VOCÊ É A FAVOR OU CONTRA A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DA MAISA

ENQUETE PARA A POPULAÇÃO DA MAISA

ENQUETE PARA A POPULAÇÃO DA MAISA
VOTE AQUI

VOCÊ DA MAISA É A FAVOR OU CONTRA A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DA VILA

quinta-feira, 27 de junho de 2013

JOSÉ NILSON DE SÁ, UNS DOS FUNDADORES DA MAISA


Nascido em Mossoró, em 7 de outubro de 1923, o engenheiro norte-riograndense José Nilson de Sá fundou em 1951 a EIT – Empresa Industrial Técnica Ltda, junto com os sócios Antônio Pessoa Cavalcanti e Daniel Uchoa Bezerra Cavalcanti.

O foco da empresa era na área de pré-moldado, construções aeroportuárias, execução de obras de implantação e pavimentação de estradas, principalmente no RN.

Seis anos após a fundação da EIT, a empresa sediada em Recife foi transferida para Natal e houve a transformação em sociedade anônima.

Em 1970, foi feita uma reforma no estatuto da empresa, que, além de alterar a diretoria, ampliou a atuação da empresa, principalmente na área de engenharia pesada, incluindo pavimentação de estradas, terraplanagem, eletrificação, aeroportos, aeroportos e saneamento.

Destaque para construção do trecho da Transamazônica – iniciado em Itaituba (PA), com 230Km -; o gasoduto Brasil-Bolívia; construção da Via Costeira e da Rota do Sol (Natal-RN); construção da Avenida Litorânea (São Luís-MA), e a barragem Umari (Upanema-RN). Atualmente a EIT é uma das maiores empresas da indústria da construção civil.

José Nilson de Sá também foi presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte de 1967 a 1969.
FONTE - FATOR RRH

MAIS

INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE POLPAS DA MAISA

06/11-2010 – REINAUGURAÇÃO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE POLPAS DA FAZENDA MAISA, DEPOIS DE DEZ ANOS QUE ESTAVA FECHADA. ESSA FÁBRICA HAVIA SIDO INAUGURADA EM 1975 E FECHA EM 2001. 

ESCOLA ESTADUAL GILBERTO ROLA

Situada no Município de Mossoró, na Vila Ângelo Calmon de Sá, conhecida também como Vila da Maisa, na BR 304, KM 37, entrada para Fortaleza - CE.

LUIZ DUDA FILHO, EX-FUNCIONÁRIO DA MAISA

     Aos 76 anos de idade, Luiz Duda Filho é testemunha ocular do que representou a instalação da Maisa, em Mossoró. Foram trinta anos na empresa, encerrado no final do ano passado quando se aposentou como chefe de vigilante. Ele é um dos poucos trabalhadores que permaneceram na Maisa mesmo com o seu fechamento em 1999.
    Duda Filho lembra que veio a Mossoró para fugir da seca em Santana do Matos. “Meus filhos já estavam aqui e vim com emprego e moradia certa”, lembra Luiz Duda que começou como vigilante e chegou ao cargo se supervisor de segurança, inspecionando 60 homens.

      Para o ex-funcionário, na fazenda Maisa se produzia os mais diversos tipos de frutas: caju, castanha, acerola, uva, melão, “tudo que se pensasse de fruta a Maisa tinha”. A empresa chegou a empregar mais de 8 mil pessoas. “Aqui tudo funcionava bem: escola, creche, posto de saúde e os empregados tinham ainda transporte e moradia”, recorda Luiz Duda. Hoje, ele lamenta a situação que se enfrenta a vila e as constantes invasões dos sem terra. “A droga e a bandidagem já chegaram por aqui”, afirma.
FONTE - SITE DA UFERSA

AGROVILA DA MAISA

ALÉM DAS 600 CASAS, A AGROVILA DA MAISA POSSUI TODA INFRAESTRUTURA COMUNITÁRIA, POSSUINDO POSTO MÉDICO, CENTRO COMERCIAL, CENTRO SOCIAL, ESCOLAS, DELEGACIA DE POLÍCIA,  ÁREA DE LAZER, PRAÇAS, DELEGA E IGREJA. A COMUNIDADE CONTA COM ENERGIA, ÁGUA ENCANADA E SERVIÇO DE ESGOTO. 
FONTE - SITE DA UFERSA

MAIS

TERRAS POTIGUARES NEWS

TERRAS POTIGUARES NEWS
COM 20 BLOGS E 1780 LINKS, EQUIPE: STPM JOTA MARIA, JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA E JOTA JÚNIOR - MOSSORÓ-RN,. 28 DE DEZEMBRO DE 2008

STPM JOTA MARIA

STPM JOTA MARIA
HONESTIDADE, HUMILDADE E SINCERIDADE

Quem sou eu